terça-feira, 11 de outubro de 2011

Deserto espiritual... Você já passou por um deserto? Você tá passando por um deserto? Deserto é um lugar de seca, solidão, tristeza, angústia, ansiedade, insegurança, medo, enfim...quem é q' nunca passou por um deserto espiritual? Por que parece que nessas horas nem orar nós conseguimos? Ouvir a voz de Deus? nem pensar... Passamos por situações tão difíceis na vida que chega a passar pela nossa cabeça que não iremos sair delas. Para o profeta Habacuque não foi diferente, no cap 1, ele passa por uma crise e dialoga com Deus “até quando, Senhor clamarei eu, e tu não me escutaras? Vers 2ª e Habacuque passa o capitulo todo clamando e não sabemos ao certo quanto tempo esse deserto durou, mas de uma coisa é certa, quando Habacuque sara, ele se liberta e consegue ver o outro lado. Ninguém consegue enxergar quem Deus é a não ser depois de muita dor, sofrimento e Hab. Diz vers 46 “o justo viverá pela sua fé”, ele prosseguirá, o justo que tem fé vai adiante. “Aquilo que Deus fez na vida de Hab. À sua demora em resolver à sua crise, a demora divinal tinha finalidade medicinal” Depois de passar pelo “deserto”, Hab. Consegue enxergar somente a Deus. O Deus que demora para responder, o Deus que se esconde para depois se revelar, o Deus que nos mostra primeiro a dor para depois trazer o seu conforto consolador é conosco. Ele traz sua solução para os problemas. O profeta que começou com queixas, agora (cap 3) ele glorifica a Deus de todo o coração, não mais sujeito à circunstâncias, não mais dependendo que as coisas se ajustes conforme as suas expectativas em vez da dor ele enxerga o Deus todo poderoso. É fácil adorar a Deus quando as coisas vão bem, mas nem sempre as circunstancias são agradáveis. E como então você irá adorar a Deus? E quando Deus parece distante? A mais profunda adoração é louvar a Deus a despeito da dor, dar graça durante a provação, manter a confiança nele em meio à tentação, render-se a ele durante um sofrimento e amá-lo quando Ele parece distante, será que nós conseguimos? “Todo relacionamento passa por períodos de proximidade e distanciamento, e no relacionamento com Deus, por mais íntimo que seja, o pendulo vai oscilar de um lado para o outro”. Deus irá nos testar com períodos de “aparente separação” para amadurecer a nossa amizade, épocas em que se tem o sentimento de que Deus nos abandonou ou esqueceu. Davi foi o homem segundo o coração de Deus e mesmo assim Davi freqüentemente reclamava de aparente ausência de Deus: “Pq Senhor, tu permaneces afastado de mim na hora do sofrimento? (Sl 10-1) Pq te escondes de mim? Pq tu abandonastes? Pq estás tão longe de salvar-me?,tão longe dos meus gritos de angustia? (sl 22-1) Pq me rejeitaste? Deus não abandonou Davi, assim como não te abandona, Ele prometeu várias vezes: “Eu jamais o abandonarei ou rejeitarei” (Det 31-8 / Sl 37-28), mas Deus não prometeu: “Você sempre sentirá a minha presença”. Alias Deus reconhece que algumas vezes, esconde a sua face de nós, (Isaias 45-15), as vezes parece que Ele sumiu. “Certo dia você acorda e percebe que todos as suas sensações de comunhão com espiritual se foram, você ora, mas nada acontece.Você repreende o diabo, mas isso não muda nada. Seus amigos oram por você, você confessa cada pecado que consegue lembrar, você jejua e nada ainda. Você começa a se perguntar quanto tempo esse deserto espiritual irá durar, dias? Semanas? Meses? Será que vai acabar? A gente tem a impressão que nossas orações batem no teto e voltam, a nós gritamos qual é o problema comigo??? “A verdade é q n há nada de errado com vc, trata-se de uma parte normal da provação e amadurecimento de sua amizade com Deus. Todo cristão passa por isso ao menos uma vez, e normalmente várias vezes. É doloroso e perturbador, mas absolutamente vital para o desenvolvimento da sua fé” Essa sensação de abandono é um teste de fé que todos devemos enfrentar, será que eu, você continuaremos a amar, confiar, obedecer e adorar a Deus, mesmo quando não sentimos a sua presença????? Não podemos buscar somente experiências com Deus e sim buscar o Deus da experiência. Gente, depois que todo esse deserto passa nós podemos dizer como Habacuque “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na videira, o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento, as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação, o Senhor Deus é a minha fortaleza, e faz os meus pés como os da corça, e me faz andar altaneiramente”. (Hab. 3 -17, 18 e 19) Deus te abençoe, e que nós possamos fazer a oração de Habacuque.

Deserto espiritual...

Você já passou por um deserto? Você tá passando por um deserto?
Deserto é um lugar de seca, solidão, tristeza, angústia, ansiedade, insegurança, medo, enfim...quem é q'
nunca passou por um deserto espiritual? Por que parece que nessas horas nem orar nós conseguimos? Ouvir a voz de Deus? nem pensar...
Passamos por situações tão difíceis na vida que chega a passar pela nossa cabeça que não iremos sair delas. Para o profeta Habacuque não foi diferente, no cap 1, ele passa por uma crise e dialoga com Deus “até quando, Senhor clamarei eu, e tu não me escutaras? Vers 2ª e Habacuque passa o capitulo todo clamando e não sabemos ao certo quanto tempo esse deserto durou, mas de uma coisa é certa, quando Habacuque sara, ele se liberta e consegue ver o outro lado.
Ninguém consegue enxergar quem Deus é a não ser depois de muita dor, sofrimento e Hab. Diz vers 46 “o justo viverá pela sua fé”, ele prosseguirá, o justo que tem fé vai adiante.
“Aquilo que Deus fez na vida de Hab. À sua demora em resolver à sua crise, a demora divinal tinha finalidade medicinal”
Depois de passar pelo “deserto”, Hab. Consegue enxergar somente a Deus. O Deus que demora para responder, o Deus que se esconde para depois se revelar, o Deus que nos mostra primeiro a dor para depois trazer o seu conforto consolador é conosco. Ele traz sua solução para os problemas.
O profeta que começou com queixas, agora (cap 3) ele glorifica a Deus de todo o coração, não mais sujeito à circunstâncias, não mais dependendo que as coisas se ajustes conforme as suas expectativas em vez da dor ele enxerga o Deus todo poderoso.
É fácil adorar a Deus quando as coisas vão bem, mas nem sempre as circunstancias são agradáveis. E como então você irá adorar a Deus? E quando Deus parece distante?
A mais profunda adoração é louvar a Deus a despeito da dor, dar graça durante a provação, manter a confiança nele em meio à tentação, render-se a ele durante um sofrimento e amá-lo quando Ele parece distante, será que nós conseguimos?
“Todo relacionamento passa por períodos de proximidade e distanciamento, e no relacionamento com Deus, por mais íntimo que seja, o pendulo vai oscilar de um lado para o outro”.
Deus irá nos testar com períodos de “aparente separação” para amadurecer a nossa amizade, épocas em que se tem o sentimento de que Deus nos abandonou ou esqueceu.
Davi foi o homem segundo o coração de Deus e mesmo assim Davi freqüentemente reclamava de aparente ausência de Deus: “Pq Senhor, tu permaneces afastado de mim na hora do sofrimento? (Sl 10-1)
Pq te escondes de mim? Pq tu abandonastes? Pq estás tão longe de salvar-me?,tão longe dos meus gritos de angustia? (sl 22-1) Pq me rejeitaste? Deus não abandonou Davi, assim como não te abandona, Ele prometeu várias vezes: “Eu jamais o abandonarei ou rejeitarei” (Det 31-8 / Sl 37-28), mas Deus não prometeu: “Você sempre sentirá a minha presença”. Alias Deus reconhece que algumas vezes, esconde a sua face de nós, (Isaias 45-15), as vezes parece que Ele sumiu.
“Certo dia você acorda e percebe que todos as suas sensações de comunhão com espiritual se foram, você ora, mas nada acontece.Você repreende o diabo, mas isso não muda nada. Seus amigos oram por você, você confessa cada pecado que consegue lembrar, você jejua e nada ainda. Você começa a se perguntar quanto tempo esse deserto espiritual irá durar, dias? Semanas? Meses? Será que vai acabar? A gente tem a impressão que nossas orações batem no teto e voltam, a nós gritamos qual é o problema comigo???
“A verdade é q n há nada de errado com vc, trata-se de uma parte normal da provação e amadurecimento de sua amizade com Deus. Todo cristão passa por isso ao menos uma vez, e normalmente várias vezes. É doloroso e perturbador, mas absolutamente vital para o desenvolvimento da sua fé”
Essa sensação de abandono é um teste de fé que todos devemos enfrentar, será que eu, você continuaremos a amar, confiar, obedecer e adorar a Deus, mesmo quando não sentimos a sua presença?????
Não podemos buscar somente experiências com Deus e sim buscar o Deus da experiência.
Gente, depois que todo esse deserto passa nós podemos dizer como Habacuque “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na videira, o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento, as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação, o Senhor Deus é a minha fortaleza, e faz os meus pés como os da corça, e me faz andar altaneiramente”. (Hab. 3 -17, 18 e 19)
Deus te abençoe, e que nós possamos fazer a oração de Habacuque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário